Energia Nuclear nos EUA

Desde que no final de 1942, entrou em ação, na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, o Chicago Pile-1, o primeiro reator nuclear artificial, a energia nuclear, ou seja, aquela liberada pelos átomos de elementos químicoa, apresenta-se à humanidade como uma opção para a satisfação de suas necessidades energéticas.

Apesar da sombra criada pela possibilidade de uso bélico da energia nuclear, como nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki no final da Segunda Guerra Mundial, e das preocupações com o gerenciamento de resíduos e com o risco de acidentes, as usinas nucleares fornecem energia elétrica aos habitantes de vários países, inclusive o Brasil, que tem em funcionamento as usinas de Angra 1 e Angra 2.

Os Estados Unidos é o maior produtor de energia nuclear do mundo: um quinto da eletricidade consumida nesse país vem de suas usinas nucleares, as respondem por mais da metade da energia produzida sem emissões de poluentes atmosféricos do país e por um terço de toda energia nuclear produzida no mundo.